Há um perigo nos banhos de mangueira no verão: entenda

10


Corpo de Bombeiros de Las Vegas alertou para risco de queimaduras quando mangueira está exposta ao Sol

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça este conteúdo0:00100%AudimaAbrir menu de opções do player Audima.

Calor e férias são a combinação perfeita para um banho de mangueira no quintal. Além de refrescar as crianças, a brincadeira é divertida para elas. No entanto, a prática esconde um perigo. O Corpo de Bombeiros de Las Vegas alertou quanto ao risco de queimaduras que existe quando se esguicha a água que está acumulada na mangueira exposta ao Sol.

Em seu Twitter, o órgão alertou: “Aqui em Las Vegas, uma mangueira de jardim exposta à luz solar direta durante o verão pode aquecer a água dentro da mangueira a 60 graus celsius, o que pode causar queimaduras especialmente para crianças e animais. Deixe a água fluir alguns minutos para esfriar antes de esguichar em pessoas ou animais”.

Junto com o recado, o Corpo de Bombeiros postou a foto de Nicholas Woodger, um menino que foi queimado desta forma quando tinha apenas nove meses. Sua mãe iria encher a piscina, mas, antes, jogou um pouco de água com a intenção de refrescar o bebê.


Nicholas Woodger

Aliviando o calor

Se a temperatura estiver muito alta, o bebê pode se sentir mais aliviado ao ficar durante o dia sem roupas – só de fraldas. “Essa medida refresca a sua pele se estiver muito calor, evitando alergias e problemas”, explica o pediatra Francisco Lembo.

No verão, nada de manter o bebê em locais fechados. “Quanto mais arejado e fresquinho a criança estiver, menos chances de ter doenças de pele clássicas do calor, como brotoejas que acontecem no bebê que transpira muito”, justifica a pediatra Camila Reibscheid.

Com o calor, a pele do bebê pede mais de um banho ao dia. “O banho deve ser morno e não se deve esfregar a pele do bebê, já que o intuito é apenas refrescar a pele”, ensina Francisco Lembo. A pediatra Camila também recomenda o uso de sabonete apenas em um dos banhos do dia. “Se usado todas as vezes, o sabão tirar a camada de gordura responsável pela proteção da pele”, justifica.