Whey Protein: para que serve, como tomar

718
como tomar whey protein
benefícios do whey protein

Whey protein é um suplemento proteico normalmente feito a base da proteína extraída do soro do leite. São necessários dois mil litros de leite para conseguir retirar um quilo de soro do leite de boa qualidade. O Whey Protein também possui aminoácidos como: leucina, isoleucina e valina (BCAA), glutamina e arginina.

Este suplemento é utilizado para o ganho de massa muscular. Isto porque suas proteínas de alto valor biológico contribuem para a reparação do músculo, que sofre microlesões durante a prática de exercícios. Com a ajuda da proteína do Whey Protein a fibra muscular é reparada e fica maior e mais forte.

Além disso, estudos apontam que este suplemento proporciona benefícios para os portadores de HIV e pessoas com asma. Outras pesquisas demonstraram que o Whey Protein ajuda a diminuir o colesterol ruim, LDL, controlar os níveis de glicose no sangue e a pressão arterial.

Benefícios do Whey Protein

Ajuda a ganhar massa muscular: Segundo a literatura cientifica, o whey é uma magnífica fonte de proteínas, pois apresenta um perfil de aminoácidos que a torna a melhor proteína disponível quando o assunto é hipertrofia.

Diversos estudos já comprovaram que o Whey Protein contribui para o aumento de massa muscular. Isto ocorre porque ele possui proteínas de alto valor biológico, composta por boa quantidade de BCAA’s (aminoácidos de cadeia ramificada) que ajudam a reparar os músculos que sofreram microlesões devido à prática de exercícios, tornando-os maiores e mais fortes.

Além disto, na falta de carboidratos, esses aminoácidos são a primeira fonte de energia muscular, pois são os únicos que podem ser convertidos, dentro do próprio músculo, na principal fonte de energia, o carboidrato. Entre os BCAA’s, o de maior importância é a leucina, principal responsável pelo aumento do tamanho do músculo.

É importante destacar que o suplemento só será um aliado no ganho de massa muscular se a pessoa praticar atividades físicas e manter uma alimentação balanceada.

O whey protein, quando aliado a uma vida saudável, pode contribuir para diversos benefícios à saúde.

Considerando o fato de que somente na década de 1970 se começou a ter um interesse em estudar as propriedades do soro do leite, podemos dizer que os benefícios descobertos ainda são muito recentes.

No entanto, dentro dos estudos feitos com pessoas que utilizam o whey protein e que praticam exercícios físicos, observou-se que a proteína tem um papel muito importante para a saúde humana. Conheça alguns deles:

Auxilia na hipertrofia e recuperação muscular

O whey protein exerce um papel fundamental para quem busca hipertrofia e reparo muscular. Os exercícios físicos são fundamentais para impedir a atrofia muscular, principalmente exercícios como a musculação.

A prática dessa atividade gera uma lesão nos músculos e isso provoca uma necessidade de reparo. As proteínas são importantes nesse momento, pois conseguem dar suporte ao desgaste físico sofrido pelo músculo, sem que aconteça o processo de catabolismo.

Ajuda na redução da gordura corporal

A relação do whey protein e a redução de gordura corporal envolve uma série de fatores. O consumo do whey protein, simplesmente, não é capaz de emagrecer alguém ou aumentar a massa magra.

Contudo, pessoas que praticam exercícios físicos e que consomem whey protein ganham um potencial maior para o ganho de massa muscular e isso faz com que seus organismos queimem mais gordura corporal.

É importante reforçar que esses resultados dependem também de uma alimentação saudável e da quantidade de exercícios físicos praticados.

Reduz o catabolismo e ajuda na função anabólica

O anabolismo, simplificando, é um processo metabólico de construção e o catabolismo, por outro lado, é o de quebra ou degradação. Quem busca crescimento muscular está buscando o anabolismo.

Exercícios físicos e consumo de alimentos energéticos ajudam nesse processo, impedindo a atrofia muscular, característica do catabolismo. Esse também é um benefício do whey protein.

Fonte de cálcio para intolerantes à lactose

O whey protein isento de lactose pode ser utilizado como fonte de cálcio para pessoas que apresentam intolerância à lactose.

Ajuda na prevenção da hipertensão

O whey protein também está relacionado a uma menor chance de risco de doenças cardíacas. Estudos mostram que a proteína do soro está associado ao controle da hipertensão, pois apresenta peptídeos que inibem a ação da enzima conversora de angiotensina (ECA).

Essa enzima catalisa a formação da angiotensina II, um potente vasoconstritor e inibe a ação da bradicinina, um vasodilatador. A caseína e a lactocina, presentes no soro, ajudam a inibir o ECA.

Ajuda no controle do colesterol ruim

O consumo de whey protein, aliado a uma alimentação e hábitos saudáveis, pode ajudar a elevar o colesterol HDL, conhecido como o colesterol bom. Consequentemente, ajuda no controle do HDL, o colesterol ruim.

Além disso, pode contribuir para a redução dos triglicerídeos, diminuindo o risco de complicações cardiovasculares.

Melhora o condicionamento físico

O consumo do whey protein pode potencializar o desempenho em exercícios aeróbicos e de força, o que, consequentemente, reflete em um melhor condicionamento físico.

Além disso, diminui os sintomas de cansaço presentes após o treino (overtraining), o que é vantajoso para pessoas que apresentam rotina mais intensas de exercícios físicos, como atletas profissionais.

Apresenta ação antioxidante

O whey protein também possibilita um envelhecimento mais saudável, pois tem ação antioxidante que ajuda a combater os radicais livres, substâncias que levam ao envelhecimento precoce das células.

Melhora a imunidade

O consumo do whey protein está relacionado a uma melhora do sistema imunológico. Ajuda a combater, inclusive, infecções que podem ocorrer por consequência da intensidade dos treinos.

Ajuda na cicatrização

O consumo do whey protein pode ajudar na cicatrização de feridas e queimaduras, pois a proteína é capaz de acelerar esse processo de crescimento de pele, agindo como suporte durante a fase inflamatória.

Uma dieta balanceada e com alimentos proteicos é capaz de trazer esses benefícios, mas em pessoas com deficiência nutricional, desnutridas ou em estado catabólico, o suplemento pode ajudar a acelerar esse processo.

O whey protein substitui uma refeição?

Não. Nosso corpo precisa de uma grande variedade de nutrientes para se manter em ordem, e a proteína é um desses nutrientes fundamentais. Contudo, apesar de sua importância, ele não dá conta de suprir todas as necessidades do nosso organismo. Por essa lógica, ele não deve substituir uma refeição.

Ele pode ser uma opção entre os intervalos, mas não é recomendado que se troque uma refeição principal, como almoço e jantar, apenas pela proteína.

Quais alimentos posso consumir junto ao whey protein para massa muscular?

O consumo do whey protein sozinho puro não é muito recomendado. Para que o processo de hipertrofia muscular seja melhor aproveitado, recomenda-se após o treino o consumo de uma combinação hiperglicêmica junto a dose proteica.

Para isso, recomenda-se o consumo do whey protein junto a carboidratos de rápida absorção após os treinos. Alguns exemplos são a própria batata-doce, comum na dieta de pessoas que treinam para hipertrofia, arroz, mandioquinha e macarrão.

Só é necessário ter cuidado com os acompanhamentos desses carboidratos, para quem não deseja ganho de peso.

Tomar whey protein me fará musculoso(a)?

Não, o whey protein, por mais benefícios que possua, não faz milagres sozinho. Ele tem um papel muito importante para quem quer crescimento muscular, mas apenas consumir essa proteína não fará de você um fisiculturista do dia para a noite, assim como nenhum alimento ou dieta cheia de promessas.

Para quem busca definição, emagrecimento ou hipertrofia, o whey protein é bem-vindo, mas junto a ele é necessário uma alimentação saudável, sono de qualidade, exercícios físicos e persistência para manter esses hábitos e ver os resultados no tempo certo.

Posso tomar whey protein sem recomendação médica?

Não é obrigatoriamente necessário ter orientação médica, mas é o ideal. A indicação do uso de suplementos nutricionais, normalmente, deve ser feita após avaliação de nutricionistas ou médicos especializados. No entanto, esse não é o comportamento de muita gente.

O ideal é que se procure antes uma orientação profissional, mas a venda do suplemento não é proibida e nem feita sob prescrição médica. Pelo contrário, existe um grande incentivo para que as pessoas consumam por vontade própria. Até que ponto isso é correto é algo discutível.

Quando utilizado de forma correta, o whey protein não deve oferecer riscos à saúde, mas para evitar que isso aconteça, procure ajuda profissional.

Posso combinar o uso de whey protein com outros suplementos em pó, como a creatina e glutamina?

Sim, o whey protein pode ser usado em combinação com outros suplementos, mas é preciso ver se realmente há essa necessidade. Varia muito no que cada um está buscando.

No caso da glutamina, o whey protein já possui certa quantidade da substância, por isso pode ser exagerado tomar os dois.

Antes de comprar uma quantidade gigantesca de suplementos, converse com uma nutricionista e busque entender suas reais necessidades.

Misturar o whey protein a qualquer líquido interfere em algo?

Depende. É possível que o líquido em que o whey protein foi misturado possa interferir no gosto e na textura.

Quando misturado a água, por exemplo, pode ser que a pessoa tenha uma sensação de que é um líquido mais ralo, e em outros líquidos achar que é mais consistente.

No entanto, não se tem evidências que provem que em determinado líquido ele é mais ou menos absorvido pelo organismo.

Cozinhar ou assar o whey protein pode alterá-lo?

Sim, aquecer o whey protein pode levar a um processo chamado de desnaturação, onde acontece uma alteração da molécula proteica. Quanto maior o tempo e a temperatura em que essa proteína é exposta, maior a desnaturação.

No entanto, isso não afeta a forma como a proteína é aproveitada pelo organismo. Também não há risco em consumir o whey protein desnaturado, pois dentro do processo digestivo já ocorre essa desnaturação, para que as proteínas sejam absorvidas.

Contudo, esse aquecimento pode provocar a formação dos radicais livres, substâncias oxidantes que levam ao envelhecimento precoce das células. Também se há uma perda de cisteína, aminoácido importante para combater os radicais livres e para fortalecer o imunológico.


Neste artigo discutimos o que é o whey protein, este suplemento tão popular entre as pessoas que se exercitam. Como descrito, ele pode ser muito benéfico e potencializar os resultados de pessoas que praticam exercícios físicos e que levam uma vida saudável.